Cooperativas do Tocantins arrecadam dinheiro para a construção de salão de beleza nas dependências do Hospital de Amor

/ /

A ação é uma iniciativa do Sicoob Tocantins e busca arrecadar R$ 200 mil até o dia 30 de novembro

O Hospital de Amor do Tocantins pode ser referência nacional ao se tornar a primeira unidade com salão de beleza. A iniciativa do Sicoob Tocantins para o Dia de Cooperar conta com apoio das cooperativas tocantinenses e do Sistema OCB/TO por meio da campanha Cooperar Pela Vida, e estará arrecadando valores nos meses de Outubro Rosa e Novembro Azul. Toda a comunidade pode colaborar por meio de doações pelo pix: diadecooperar@hospitaldeamor.com.br.

Com a construção do Salão de Amor, além de tratamento humanizado pelo qual o Hospital de Amor é reconhecido, as pacientes poderão ser atendidas por profissionais voluntários na escolha e no ajuste de perucas e lenços. Além desse serviço, o Salão será ponto de referência para o corte e doação de cabelos com a finalidade da confecção de perucas. Para essa ação, é importante que o cabelo a ser doado tenha ao menos 20 centímetros de comprimento.

O Hospital de Amor faz um trabalho de excelência e ter uma unidade aqui em nosso estado é a realização de um sonho. Quem luta contra um câncer já enfrenta uma batalha difícil e acreditamos que o Salão de Amor será um apoio importante. Ninguém faz nada sozinho e o desafio é grande, mas sabemos que é possível se contarmos com uma valiosa ferramenta que temos no mundo cooperativista, que é a cooperação”, destaca o presidente em exercício do Sicoob Tocantins, Guilherme Milhomem.

O Sistema OCB/TO, representante do cooperativismo no Estado, é apoiador por meio da campanha Cooperar Pela Vida, que surgiu em 2019 para arrecadar valores para o Hospital de Amor do Tocantins. “Quando nos apresentaram a ideia achamos sensacional, porque conhecemos o trabalho desenvolvido pelo Hospital e estimulamos a arrecadação para a construção. Então convidamos todas as cooperativas a estarem conosco e divulgarem essa ação de amor e cooperação”, reforça a superintendente do Sistema OCB/TO, Maria José Oliveira.